Buscar
  • Taís Brusantin Oliva

Raio-x NÃO é sentença!


Diariamente atendo pacientes que vêm com seus exames em mãos, já carregando também um "diagnóstico".

Mas por que as aspas?


Os exames de imagem podem encontrar lesões ou alterações de tecidos, sem que elas estejam relacionadas com a queixa do paciente.

Palavras como osteófito (o famoso "bico de papagaio"), desgaste, protusão discal, tendinopatia, artrose, abaulamento discal, cistos, entre tantas outras, são exemplos de achados de imagem que assustam e podem sim estar relacionados a sintomas dolorosos. Mas nem sempre é assim e o diagnóstico só pode ser feito mediante uma boa história dos sintomas e exame físico pelo médico assistente, associado aos exames de imagem.


Uma coluna com osteófitos por exemplo pode estar doendo por falta de condicionamento físico (o que ocorre na maioria dos casos), e o fato de ter os osteófitos lá não condenam o paciente a ter dor nas costas pelo resto da vida!

Existem estudos que mostram uma incidência de artrose acromioclavicular (uma articulação presente no ombro) em 50% das pessoas com mais de 40 anos que não apresentam NENHUM sintoma. Isso também se repete em estudos com protusão discal e lesão de menisco.


Ou seja, ter um exame de imagem alterado não condena ninguém a ter sintomas! Converse com seu médico e entenda seus problemas de saúde, é a melhor forma de ficar tranquilo e sem neuras!



Dra Taís Brusantin de Oliva

CRM-SP 196827/ RQE 86071

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo